Mais da metade dos brasileiros defendem a pena de morte, diz Datafolha

O apoio à execução estatal é maior entre os homens (60%) em relação às mulheres (54%) e entre adultos de 25 a 34 anos (61%) contra idosos, grupo em que a proposta encontra o menor apoio (52%).

0
70

Pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha nesta segunda-feira (8) mostra que 57% dos brasileiros defendem a pena de morte, 10% a mais que os 47% que apoiavam a medida dez anos atrás, segundo o próprio instituto.

São contrários à morte como modo de penalidade judicial 39% da população entrevistada pelo Datafolha, ao tempo em que 1% se declara indiferente e 3% não souberam responder.

Os brasileiros mais pobres apoiam mais a autorização para que o Estado mate condenados judiciais. O apoio à execução estatal é maior entre os homens (60%) em relação às mulheres (54%) e entre adultos de 25 a 34 anos (61%) contra idosos, grupo em que a proposta encontra o menor apoio (52%).

Os ateus são o grupo que menos defende a punição com a vida (46%). Entre os evangélicos, 50% defendem a pena de morte e 45% são contra a punição. Os católicos são os que mais apoiam a execução judicial: 63% contra 34%.

O jornal Folha de S. Paulo lembra que a última execução oficial de alguém condenado pela Justiça no Brasil ocorreu em 1861.

A pesquisa Datafolha entrevistou 2.765 pessoas em 192 cidades, entre 29 e 30 de novembro do ano passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here