A prefeita Maria Cecília Marchi Borges (Ciça) tem concedido entrevistas à Rádio 97 Fm todos os sábados. Nessas aparições, Ciça tem se manifestado e respondidos a perguntas de pessoas da comunidade.

No sábado (7), um ouvinte questionou a administradora da cidade sobre a presença do IBRAPP (Instituto de Políticas Públicas) à frente da administração do principal hospital de toda a região.

O ouvinte perguntou “se a prefeitura pretende assumir a administração direta do hospital”, o que demandaria que a administração municipal uma recisão do contrato vigente.

Já não é segredo para ninguém, sobretudo para a prefeita Ciça, que tal instituto tem acumulado grande rejeição por parte dos usuários do sistema de saúde público que relatam grande incapacidade de atendimento.

“É uma determinação da Justiça, e que com justiça você não discute, você obedece”.

Nessa entrevista, porém, Ciça tentou jogar a responsabilidade pela ineficiência do serviço prestado pelo instituto para o Ministério Público e para a Justiça. Segundo ela, o MP cobrou a prefeitura para que houvesse “o chamamento público”. Ou seja, para que houvesse a contratação de uma empresa que gerisse a saúde pública em questão.

Vale lembrar que os tramites iniciais de licitação para a contratação de uma empresa privada para gerir o hospital teve início na administração do ex-prefeito Mauri Alves, porém, foi no governo Ciça que a licitação aconteceu.

Ainda na entrevista, a prefeita Ciça deixou entender que esse processo de terceirização da gestão hospitalar se fez após uma suposta decisão judicial. “É uma determinação da Justiça, e que com justiça você não discute, você obedece”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here