A 5 dias antes do término do prazo de 120 dias de afastamento impostos pela Justiça da Comarca de Frutal aos 7 vereadores acusados de corrupção ativa e passiva, o Tribunal de Justiça, após sucessivas recursos impetrados pelos acusados, derrubou liminar de primeira instância e determinou que 4 vereadores retomem seus respectivos mandatos. Desses, apenas Edson Yamagami foi inocentado em Frutal por falta de provas, segundo o Ministério Público. Porém, ele foi cassado pela Câmara de Vereadores.

Até o fechamento dessa matéria, a Câmara de Vereadores de Frutal aind não havia sido notificada judicialmente da decisão de Belo Horizonte. Com isso, os vereadores Ricardo Soares (Mazzarope), Joab de Paula Alves, Edison Yamagami e Douglas Chagas (Doyal), devem retomar suas cadeiras no Legislativo até o julgamento do mérito das liminares que suspenderam as Comissões Processantes seja feito pelo TJMG.

Os vereadores Ésio dos Santos, Romero Menezes e Nenê Finuh continuam afastados até que sejam julgados os pedidos de liminares impetrados por eles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here