A Câmara de Frutal rejeitou as contas do exercício de 2004 do ex-prefeito e atual vice-prefeito Toninho Heitor. Parecer do Tribunal de Contas do estado considerou que houve “pedalada fiscal” na gestão e recomendou a rejeição.

Porém,  a palavra final fica com a Câmara de Vereadores. Para que as contas fossem aprovadas contrariando o parecer do Tribunal era necessário 10 votos. No entanto, apenas 9 vereadores votaram pela aprovação.

Já os vereadores Querino François, Bruno Augusto, Padrinho do Gás, Edivalder Cheiroso, Neivaldo Vicentino e Rainha votaram pela rejeição, seguindo a orientação do Tribunal de Contas. Assim, prevalece o parecer do TCMG.

Com a rejeição, Toninho poderá ter dificuldades para futuras candidaturas, já que contas rejeitadas por Câmara são passíveis de rejeição de registro de candidatura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here