Os vereadores Bruno Augusto (Frutal), Marcelo Morais (Fronteira), Carlos Mamed (Fronteira) e Euberto Mello (Planura), protocolaram nesta quinta-feira (13) em Belo Horizonte, no Ministério Público Federal uma representação contra o reajuste no pedágio da BR153. Eles se reuniram com o procurador Dr. Leonardo Augusto Santos Melo e solicitaram a abertura de inquérito com o objetivo de anular o aumento dado recentemente.

Na representação, os vereadores alegaram ao MPF que a Triunfo Concebra, responsável pela rodovia, não cumpriu suas obrigações previstas no contrato de concessão, por tanto este reajuste foi ilegal e injusto. Eles afirmaram ainda que vão encabeçar um abaixo assinado na região e solicitar uma audiência na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

O valor do pedágio entre Fronteira e Frutal, saltou de R$ 2,90 para R$ 3,60. Segundo o vereador Bruno Augusto, a duplicação foi prometida para ser iniciada em 2014, mas a empresa não se preocupou em sequer dar andamento na documentação. Ele denuncia que a Triunfo tem feito “corpo mole”, obtendo altos lucros e com custos insignificantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here