Farol

Cemig incentiva o uso racional da energia

No momento hidrológico desfavorável, recomenda-se usar a eletricidade de forma consciente

Por João Cerino em 05/06/2021 às 16:00:00

Divulgação Cemig

Mesmo com o recente anúncio de que a tarifa para os clientes residenciais da Cemig não irá aumentar neste ano, é importante destacar que o Brasil passa por um dos piores momentos hidrológicos de sua história e o uso consciente e racional da energia elétrica é fundamental para o setor elétrico. Dessa forma, a companhia, além das diversas ações de eficiência energética que conduz por meio de seus projetos, alerta as pessoas para que fiquem atentas aos seus comportamentos com o objetivo de economizar e reduzir o valor da conta no final do mês, além de ajudar a aliviar a carga no sistema elétrico.

Neste final de outono, quando as temperaturas estão mais baixas em Minas Gerais, os clientes devem ter uma atenção especial ao chuveiro elétrico. Em função da sua elevada potência, esse equipamento pode representar até 30% da fatura de energia. "O consumo de energia depende de duas variáveis: da potência do equipamento medida em watts e do tempo de utilização. Como está mais frio e as pessoas tendem a utilizar o chuveiro em sua potência máxima, a melhor forma de economizar é reduzindo o tempo de banho. Como o consumo deste equipamento é muito representativo, uma redução no tempo de uso trará uma economia significativa", explica o engenheiro de Eficiência Energética Thiago Batista, da Cemig.

Thiago Batista também destaca que os clientes devem avaliar a possibilidade de instalação de um sistema de aquecimento solar, uma vez que o custo desse tipo de equipamento pode se pagar em pouco tempo com a redução do consumo de energia pelo chuveiro elétrico. Outro equipamento que merece atenção é a geladeira. Geralmente ele é o segundo equipamento que mais consome energia em uma residência em virtude do 'abre e fecha' ao longo do dia. Uma geladeira em bom estado de uso funciona 12 horas por dia, ou seja, 360 horas por mês. "É muito importante lembrar que alimentos ainda quentes não devem ser armazenados no eletrodoméstico, pois isso sobrecarrega o aparelho e consequentemente aumenta o consumo. Cuidados como esses podem colaborar para a economia no final do mês" reforça.

Como muitas pessoas ainda estão no sistema de home office, as famílias precisam ficar atentas ao consumo de computadores e periféricos. Ao se ausentar por curto período de tempo, o monitor deve ser desligado. Outros componentes, como impressoras e caixas de som também devem ficar desligados, quando o computador não estiver sendo utilizado.

DESPERDÍCIO

A eletricidade consumida pelos aparelhos eletrônico em stand-by ou modo de espera pode representar até 15% de seu consumo funcionando. Vale ressaltar que, ao desligar a TV, é importante desligar os demais equipamentos que estão conectados ao aparelho. Os televisores mais antigos consomem mais que os novos e, no modo de espera, os receptores de TV por assinatura são os maiores vilões do desperdício.

"Equipamentos, como receptores de TV por assinatura, computadores e aparelhos de televisão, dentre outros, que costumam ficar ligados em modo de stand-by 24 horas por dia, elevam o valor da conta no final do mês. Para economizar, é necessário que o consumidor retire o equipamento da tomada", afirma Batista.

Fonte: Cemig Imprensa Triângulo

Comunicar erro
Revista Atual