Farol

Frio deve gerar novas geadas em Minas Gerais

Frutal e região estão fora da lista dos mais de 500 municípios que poderão ser atingidos por temperaturas muito baixas

Por João Cerino em 28/07/2021 às 08:45:00

Céu claro e tempo seco na região de Frutal

Após a forte geada que causou estragos nas lavouras de Minas Gerais na última semana, os produtores rurais do estado devem se preparar para novos registros de baixas temperaturas e geadas a partir da próxima quarta-feira, 28. De acordo com o alerta emitido pelo Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais-Simge, do Instituto Mineiro de Gestão das Águas Igam, a onda de frio intenso afetará com maior intensidade as mesorregiões do Sul de Minas e Triângulo, o centro/sul das regiões Central e Metropolitana, além da região Oeste, Campo das Vertentes e Zona da Mata.

A previsão é que 541 municípios mineiros registrem de 10ºC até temperaturas negativas com geadas que vão de moderadas a fortes. Os modelos meteorológicos de previsão de tempo apontam para a ocorrência de temperaturas negativas de forma generalizada no Sul de Minas e Campo das Vertentes nas madrugadas dos dias 30 e 31 julho, o que deverá provocar geada de média a forte intensidade nessas mesorregiões.

"A geada também deverá ser observada em áreas do Triângulo Mineiro, sul da região Noroeste e Central, entre os dias 29 e 31 de julho. O dia 29 encontra-se como o mais seco dentro do período proposto deste aviso, aumentando a amplitude térmica e fazendo com que a madrugada posterior, do dia 30 de julho, seja a mais fria, com mínimas devendo marcar abaixo dos 7°C na mesorregião Metropolitana, inclusive na capital Belo Horizonte e Região Metropolitana. Nos dias 1 e 2 de agosto, a circulação dos ventos torna a mudar para noroeste e haverá aumento gradativo das temperaturas do ar iniciando a partir do centro/oeste do estado", aponta o aviso meteorológico do Simge.

O assessor técnico especial em café da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais-Seapa, Niwton Castro Moraes, explica que, neste ano, as geadas estão mais drásticas e fugindo do comportamento habitual deste fenômeno meteorológico. "Existe um conceito chamado linha de geada, que é uma linha imaginária que, na prática, nas regiões cafeeiras, é um ponto onde a geada causa um estrago maior. Entretanto, neste ano, mesmo os produtores que adotaram esse conhecimento científico e não plantaram nestas áreas, estão tendo problemas", aponta o assessor técnico da Seapa.


REGIÃO DE

FRUTAL


Frutal e várias cidades num raio de 150 quilômetros não estão na lista de municípios que poderão ser mais afetados por geadas, de acordo com o alerta emitido pelo Simge. Há localidades no estado que serão afetadas com temperaturas mínimas negativas, com geada que vai de moderada a de forte intensidade, mas, na região vizinha a Frutal, as temperaturas devem ficar abaixo ou em torno dos 10 graus e a possibilidade de geada é fraca.

A lista das cidades mais próximas inclui Araxá, Campina Verde, Campo Florido, Comendador Gomes, Conceição das Alagoas, Fronteira, Frutal, Itapagipe, Iturama, Pirajuba, Planura, Prata, São Francisco de Sales, Tupaciguara e Uberaba.


Fonte: Com informações de Agência Minas, Igam e Seapa

Comunicar erro
Revista Atual