Farol

Defesa Civil orienta municípios sobre nova frente fria

Governo de Minas orienta que deve ser dada atenção especial a idosos, pessoas em situação de vulnerabilidade social, com doenças crônicas e também animais

Por João Cerino em 29/07/2021 às 12:10:31

O Gabinete Militar do Governador, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais-Cedec, promoveu nesta quarta-feira, 28, uma videoconferência com coordenadores municipais de Proteção e Defesa Civil, com o objetivo de transmitir orientações para enfrentamento da frente fria prevista para atingir Minas Gerais no período de 28 de julho a 1º de agosto. Além da Cedec, a reunião contou com a participação do secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas Alves e também da representante da Secretaria Nacional de Assistência Social, Vera Campello.

Ambos repassaram orientações, por meio de apresentações, sobre como proceder nesse período, que precisará de ações além das que já são comumente adotadas pelos municípios. Os coordenadores municipais de proteção e defesa civil foram orientados a realizar ações conjuntas com as secretarias municipais de Saúde e de Assistência Social, além de instituições religiosas e filantrópicas. Foi reiterada a necessidade de atenção especial a idosos, pessoas em situação de vulnerabilidade social e pessoas que têm doenças crônicas, além de cuidados com os animais domésticos e os que se encontram nas ruas.

As redes sociais da Cedec vão transmitir atualizações e dicas de autoproteção para o enfrentamento da frente fria, que deverão ser transmitidas a todos os munícipes pelos meios disponíveis. Os municípios deverão acompanhar a evolução da frente fria por meio dos boletins meteorológicos divulgados pelos órgãos competentes e reforçar com a população a importância do cadastro no serviço de alertas da Defesa Civil Estadual. Para se cadastrar, basta que a pessoa envie um SMS (mensagem de texto), contendo o CEP da residência ou local desejado, para o número 40199.

PREVISÃO

Uma nova onda de frio intenso chegou a Minas Gerais a partir desta quarta-feira, 28 e, segundo informações do Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais-Simge, a massa de ar frio vai atuar com maior intensidade entre o Sul de Minas, Triângulo, centro/sul das regiões Central e Metropolitana, Oeste, Campo das Vertentes e Zona da Mata. Devem ocorrer temperaturas negativas no Sul de Minas e Campo das Vertentes nas madrugadas dos dias 30 e 31 de julho, o que deverá provocar geadas de média a forte intensidade.

As geadas também deverão se formar em áreas do Triângulo Mineiro e o sul das regiões Noroeste e Central de Minas Gerais entre os dias 29 e 31 de julho. A sexta-feira, dia 30 de julho, será o dia mais seco e a madrugada seguinte deverá ser a mais fria, com mínimas devendo marcar abaixo dos 7 graus centígrados na Região Metropolitana, inclusive na capital Belo Horizonte.

A situação começa a mudar nos dias 1º e 2 de agosto, quando a circulação dos ventos torna a mudar para noroeste e haverá aumento gradativo das temperaturas do ar, iniciando a partir do centro-oeste do estado. Na região próxima a Frutal, as cidades com alerta de frio intenso, segundo dados do Simge divulgados pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas são Campina Verde, Campo Florido, Comendador Gomes, Fronteira, Itapagipe, Pirajuba, Planura, Prata, São Francisco de Sales, Uberaba e Uberlândia.

ORIENTAÇÕES

Outras dicas de ações recomendadas pela Defesa Civil Estadual para os coordenadores municipais de proteção e defesa civil desenvolverem junto à população residente em localidades com vulnerabilidade social e pessoas em situação de rua no período neste período são:

- Prever e deixar os abrigos e casas de acolhimento destinados à população carente em condições para receber os atingidos, considerando ainda o possível aumento na demanda, além de estar atentos aos protocolos sanitários frente à pandemia de Covid-19;

- Preparar recursos humanos e logísticos para o funcionamento dos abrigos;

- Levantar o número de pessoas afetadas ou em situação de rua, com atenção especial aos idosos;

- Prever local distinto dos abrigos para recebimento de doações para receber e triar o material arrecadado;

- Realizar campanha junto à comunidade para doação de cobertores, roupas de frio e alimentos não perecíveis;

- Alertar a população quanto aos animais domésticos, solicitando para abrigá-los nos dias mais críticos.

ALINHAMENTO

Na segunda-feira, 27, a Cedec já havia realizado uma videoconferência com os coordenadores municipais de proteção e defesa civil a respeito do mesmo tema. Na ocasião, também participaram representantes da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais-Seapa e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais-Emater-MG, que se colocaram à disposição dos municípios para apoiar nos assuntos pertinentes ao agro. Esta reunião, contendo as apresentações e todas as informações, está disponível no canal da Cedec no Youtube. Assista à reunião.

Comunicar erro
Revista Atual