Cartilha da Fundação do Câncer ajuda fumantes a largar o vício

Fumante desde os 15 anos de idade, o mecânico de manutenção Edinilson Rodrigues de Paula, de 47 anos, está há um mês sem fumar

Por João Cerino em 31/08/2021 às 15:44:19

Fumante desde os 15 anos de idade, o mec√Ęnico de manuten√ß√£o Edinilson Rodrigues de Paula, de 47 anos, est√° h√° um m√™s sem fumar, gra√ßas à Cartilha Pr√°tica para Parar de Fumar, lan√ßada em maio deste ano pela Funda√ß√£o do C√Ęncer, e que j√° ajudou em torno de 500 pessoas a deixarem o cigarro durante a pandemia.

Edinilson contou à Ag√™ncia Brasil que, desta vez, est√° decidido a n√£o voltar a fumar. "Estou pegando firme. Quando vejo um sujeito fumando, viro a cara e saio de perto. N√£o quero mais n√£o. Eu acordava cedo com aquela tosse de cachorro. Agora, j√° est√° diminuindo a tosse".

Para seguir no popósito, ele também cortou café, p√£o, refrigerante, cerveja. "Tudo que instiga o sistema nervoso para pegar cigarro, eu abandonei". Com o dinheiro que ele gastava comprando cigarros abriu uma conta no banco e est√° fazendo uma poupan√ßa, "como a cartilha sugere também. Se for botar na ponta do l√°pis, é uma loucura. Deus me livre!".

O v√≠cio de fumar também acompanhou Carlos Augusto dos Anjos durante 40 anos. Hoje, depois de seguir as orienta√ß√Ķes da cartilha, ele conseguiu largar o cigarro. Segundo ele, o material foi de grande ajuda para incentiv√°-lo e, o mais importante, sem press√£o. "Foi crucial; foi importante. Mais uma for√ßa para que eu abandonasse o cigarro".

Carlos chamou a aten√ß√£o da rela√ß√£o custo/benef√≠cio. "O benef√≠cio de voc√™ parar de fumar é muito maior do que o falso prazer de fumar, de estar ingerindo nicotina, alcatr√£o, esse monte de qu√≠mica que todo mundo sabe. Essa satisfa√ß√£o de voc√™ sentir que n√£o fuma mais é muito mais prazerosa do que o falso prazer de fumar. E quando voc√™ firma na sua cabe√ßa que n√£o quer mais, pronto, acabou! O primeiro passo é dizer para voc√™ mesmo que n√£o quer mais. Da√≠, tem sua for√ßa de vontade, sem press√£o de ninguém. Isso é muito importante".

LEVANTAMENTO

Levantamento feito com 4,6 mil pessoas de todo o Brasil que baixaram a cartilha até agora no site da Funda√ß√£o do C√Ęncer mostrou que 10% pararam de fumar com a ajuda do material educativo. "Foi uma surpresa boa. A gente sabe que n√£o é f√°cil, mas é um bom retorno inicial. H√° t√£o pouco tempo a gente lan√ßou a cartilha e j√° tem um resultado desses; é realmente muito bom. Para a gente, é gratificante", disse à Ag√™ncia Brasil o diretor-executivo da Funda√ß√£o do C√Ęncer, oncologista Luiz Augusto Maltoni.

O médico destacou que o que se viu muito durante a pandemia do novo coronav√≠rus, e que foi comprovado por muitos trabalhos cient√≠ficos, é que os tabagistas aumentaram muito o consumo, por causa da ansiedade, pela quest√£o de ficar em casa, sem poder sair.

Por outro lado, nesse ambiente de tanta adversidade, provocado pela pandemia, a Funda√ß√£o do C√Ęncer quer mostrar que quem fuma pode largar o v√≠cio. "Porque é uma oportunidade, para n√£o permitir que a associa√ß√£o ruim do cigarro com a covid-19 se estabele√ßa ainda mais, e também para evitar que aqueles que n√£o fumam n√£o venham a come√ßar".

Luiz Augusto Maltoni observou que os adolescentes est√£o fumando cada vez mais cedo, a partir das alternativas de cigarros ditos org√Ęnicos, mas que apresentam alto √≠ndice de nicotina e s√£o viciantes, e também dos cigarros eletrônicos. Esses produtos aumentam a probabilidade de transmitir o v√≠rus devido ao compartilhamento de piteiras e mangueiras e de dispositivos que permitem exalar got√≠culas de vapor.

Até agora, porém, continua valendo a Resolu√ß√£o da Diretoria Colegiada da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) RDC n¬ļ 46, de 28 de agosto de 2009, que pro√≠be a propaganda e comercializa√ß√£o desses produtos no pa√≠s, embora eles sejam vendidos pela internet, disse o diretor-executivo da Funda√ß√£o do C√Ęncer..

INFORMAÇÃO

Para Maltoni, é importante que a popula√ß√£o receba informa√ß√£o correta. Ele conta que todas as formas de uso do tabaco podem elevar o risco de desenvolver covid-19, especialmente para complica√ß√Ķes de quadros mais graves e potencialmente fatais. Estudo recente feito por pesquisadores do Utsunomiya Hospital e da Jichi Medical University, do Jap√£o, reiteram que os fumantes correm risco de ter uma resposta imunológica mais baixa que o da popula√ß√£o n√£o fumante, após receber a vacina contra a covid-19.

"A gente j√° sabia que o tabagista tinha uma fragilidade imunológica maior, principalmente pelas portas de entrada, que s√£o os órg√£os respiratórios, mais vulner√°veis a infec√ß√Ķes e, com a covid, isso ficou mais que demonstrado, com situa√ß√Ķes de maior gravidade, desfecho clinico pior para pacientes tabagistas, comparado com aqueles que n√£o s√£o tabagistas". O mais seguro, segundo Maltoni, é buscar tratamento, deixar o cigarro, n√£o fumar. "Isso é uma evid√™ncia que j√° temos".

A cartilha re√ļne uma série de informa√ß√Ķes j√° dispon√≠veis, tentando traduzi-las de uma maneira simples, clara e f√°cil, além de atrativa e amig√°vel. "E que criasse facilidades, n√£o dificuldades. Esse foi o objetivo de ajudar as pessoas que t√™m consci√™ncia de que isso (fumo) faz mal e que querem parar de fumar". O médico sugeriu que as pessoas acessem a cartilha e deem contribui√ß√Ķes para que a Funda√ß√£o do C√Ęncer possa aprimorar esse material.

DEPENDÊNCIA

O epidemiogista Alfredo Scaff, consultor médico da Funda√ß√£o do C√Ęncer, salientou que tratar a depend√™ncia do tabaco de forma natural ajuda a sociedade. "É algo que est√° em nosso cotidiano e que muita gente n√£o v√™ como depend√™ncia qu√≠mica, mas é. Quando lan√ßamos a√ß√Ķes que falam abertamente, a popula√ß√£o entende, reflete e temos resultados positivos", comentou Scaff.

Em formato eletrônico, a Cartilha Pr√°tica para Parar de Fumar traz informa√ß√Ķes sobre como e por onde come√ßar na tentativa de abandonar o v√≠cio. O material prop√Ķe uma reflex√£o sobre aquilo que as pessoas t√™m consci√™ncia que é desagrad√°vel e que pode estimular o abandono do tabaco, como o cheiro forte do fumo, o gosto na boca, o fato de o produto causar diversas doen√ßas que podem levar à morte, como v√°rios tipos de c√Ęncer.

Luiz Augusto Maltoni lembrou que h√° tratamento gratuito para o tabagismo no Sistema √önico de Sa√ļde (SUS). As informa√ß√Ķes podem ser obtidas através do Disque Sa√ļde, no telefone 136. O diretor-executivo afirmou que o Brasil é um dos poucos pa√≠ses do mundo que tem uma estrutura bem organizada em rela√ß√£o à Pol√≠tica Nacional de Controle do Tabaco. H√° grupos em todo o pa√≠s e nas secretarias de Sa√ļde para auxiliar as pessoas a largar o h√°bito de fumar, n√£o só por meio de consultas, mas também com medicamentos.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro