Farol

Projeto da UERJ quer medir carga de coronavírus no ar em tempo real

O aparelho CoronaTrap, desenvolvido recentemente, será usado durante as próximas semanas nas escolas públicas que retomaram as aulas.

Por João Cerino em 19/09/2021 às 14:02:27

Foto - Divulgação da UERJ

Um projeto da Universidade Estadual do Rio de Janeiro quer medir carga de coronav√≠rus no ar em tempo real. O aparelho, chamado de CoronaTrack, foi testado em lugares variados como praias, feiras p√ļblicas, restaurantes e na esta√ß√£o Central do Brasil. O CoronaTrap, que foi desenvolvido mais recentemente, ser√° usado durante as próximas semanas nas escolas p√ļblicas que retomaram as aulas.

A vantagem desse segundo equipamento é n√£o precisar mais ser movimentado pelo ambiente, além de ter capacidade para monitorar uma √°rea com maior abrang√™ncia. O coronav√≠rus é capturado e armazenado em uma c√Ęmara escura climatizada, que o mantém sem contato direto com a luz e evita sua deteriora√ß√£o em fun√ß√£o da temperatura, da radia√ß√£o solar ou da umidade do ar.

A equipe j√° fez pedido de depósito de patente para o Corona Track e planeja, em breve, fazer o mesmo para o CoronaTrap.

A pesquisa vem sendo conduzida no Laboratório de Radioecologia e Mudan√ßas Globais (Laramg) da UERJ e é financiada pela Funda√ß√£o de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro-Faperj, vinculada ao governo fluminense, que atua no fomento à ci√™ncia, à tecnologia e à inova√ß√£o. Também j√° contou com apoio da Ag√™ncia Internacional de Energia Atômica-AIEA, entidade ligada à Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Revista Atual