Farol

Vendaval deixou treze cidades sem energia no Triângulo Mineiro

A concessionária Cemig iniciou os reparos, mas a expectativa é que a energia retorne somente após a montagem de oito torres especiais

Por João Cerino em 16/10/2021 às 09:51:50

Os municípios de Cachoeira Dourada, Campina Verde, Capinópolis, Carneirinho, Gurinhatã, Ipiaçu, Itapagipe, Ituiutaba, Iturama, Limeira do Oeste, Santa Vitória, São Francisco de Sales e União de Minas foram afetados pela queda de oito torres de transmissão que ocorreram na noite desta sexta-feira, 15, afetando os treze municípios. A empresa concessionária Cemig não tem uma previsão para o retorno da energia, mas iniciou o trabalho nos locais das quedas para a reconstrução das torres e restabelecimento do fornecimento de energia.

A ação para recuperar as torres foi iniciada ainda na noite da sexta-feira, com a mobilização de diversos profissionais da Cemig, entre engenheiros, técnicos e eletricistas para atuar nos reparos. A empresa também mantém contato com as autoridades dos municípios atingidos, para alinhar informações e orientar sobre cuidados a serem tomados. Durante a madrugada de sábado, oito torres especiais, de montagem mais rápida e que são utilizadas em casos como esse, chegaram ao local do ocorrido.

A queda das torres e a falta de energia nos municípios do Triângulo Mineiro, segundo a Cemig, se deve a um desarme acidental nas linhas de transmissão Avatinguara-Ituiutaba 1 e Avatinguara-Campina Verde 2. As duas linhas, ambas de 138KV, foram desativadas por volta das 17h16 da tarde da sexta-feira, 15, após a queda das oito torres, derrubadas por um vendaval de grande intensidade. Após o desarme, equipes fizeram manobras operativas automatizadas, na tentativa de religação imediata dos circuitos.

Como a primeira tentativa foi sem sucesso, foi necessário enviar equipes de campo para percorrer os trechos ao longo dos circuitos para localizar o defeito. As oito torres foram encontradas por volta das 19h00, acionando os trabalhos de reparo por equipes especializadas em serviços pesados e construção de linhas. A Cemig explica que, por se tratar de serviço de alta complexidade e em local de difícil acesso em área rural, os reparos devem demorar ainda algumas horas, até que seja possível restabelecer a energia para os clientes afetados, o que deve ocorrer ao longo deste sábado, 16 de outubro.


Fonte: G1 e Cemig Triângulo

Comunicar erro
Revista Atual