Farol

Polícia Militar Ambiental realizou operação de grande alcance em Colômbia

Dezenas de policiais e viaturas participaram da ação em Colômbia

Por João Cerino em 27/02/2021 às 10:22:58

A Polícia Militar Ambiental realizou uma operação policial na cidade paulista de Colômbia-SP na manhã de sexta-feira, 26, com início às 6h00 e cumprimento de oito mandados de busca e apreensão expedidos pelo Ministério Público. A operação contou com a participação de doze viaturas do policiamento ambiental, um barco e três viaturas do Batalhão de Ações Especiais da Polícia-Baep. Ao final da ação, duas pessoas foram presas em flagrante, uma por posse irregular de munição e outra por ter guardado pescado sem comprovação de origem.

Mais de 2.200 quilos de peixes da espécie pintado foram apreendidos por estarem armazenados de forma irregular, com tamanho inferior para captura e sem comprovante de origem. Nesse caso, foi aplicada multa, no valor de R$1.000,00 além da prisão em flagrante de um pescador de 48 anos, que teve a prisão relaxada por pagamento de fiança no valor de R$1.100,00. A Polícia Ambiental apreendeu redes, tarrafas e espinhéis, que são materiais utilizados para prática de crimes ambientais relacionados à pesca. Um periquito maracanã e um papagaio foram apreendidos em posse de duas pessoas sem autorização.

O tenente João Pedro Fabrício Machado, comandante do Segundo Pelotão de Polícia Ambiental de Barretos, comentou que os mandados de busca foram cumpridos e foram presas duas pessoas, um deles que estava com alguns procedimentos em andamento. "Encontramos algumas coisas na residência do indivíduo e optamos por conduzi-lo para complementar os procedimentos que estavam em andamento em nome dele."

A outra pessoa detida, segundo ele, não tinha envolvimento com crimes ambientais, mas possuía uma munição de alto calibre, tipo 338, que é utilizada em rifles e fuzis de grande precisão. "Nós optamos por conduzi-lo até a Polícia Civil. O objetivo foi cumprir esses mandados de busca expedidos pelo Ministério Público, porém, o foco principal é inibir qualquer tipo de delito, infração e crime ambiental", disse.


Fonte: Com informações do Portal NC

Comunicar erro
Revista Atual