Números da Covid-19 continuam a diminuir

Ao mesmo tempo em que Frutal parece retomar uma situação de tranquilidade, há notícias de novas ameaças que podem nos atingir

Por João Cerino em 29/11/2021 às 11:42:24

Segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde desta segunda-feira, 29 de novembro, nenhum caso de Covid-19 foi registrado nas últimas 24 horas em Frutal, permanecendo, portanto, o registro anterior, de 9.387 notificações positivas da doença até o momento.

Hoje se completam 42 dias sem confirmação de mortes, com o número permanecendo em 282 e sem nenhum óbito em investigação. Nenhum paciente que tenha testado positivo está internado em leito clínico ou em UTI.

O número total de isolados nesta segunda-feira é 102 pessoas, sendo 4 pacientes dos casos positivos e 98 dos casos notificados como suspeitos. As pessoas que aguardam resultados de testes diminuíram de 58 para 48 e 3 dos pacientes com caso suspeito estão internados.

DA REDAÇÃO - Mesmo com a diminuição dos números em Frutal, a recomendação deve ser de prevenção, pois ainda acontecem contaminações. Embora a aparência seja de tranquilidade, é necessário manter os cuidados, pois novas ameaças com vírus resultados de mutação (ou variantes) do coronavírus estão circulando pelo mundo e é possível que novamente haja a necessidade de isolamentos mais rigorosos, assim como foi a partir de março de 2021.

Segundo a Agência Brasil, a ameaça mais recente é variante Ômicron, que é uma mutação do novo coronavírus, causador da Covid-19. Essa variação batizada de Ômicron, a letra grega que corresponde à letra "O" do alfabeto, é da Cepa B.1.1.529 e foi identificada em Botsuana, país vizinho à África do Sul, em meados de novembro. Segundo a Organização Mundial da Saúde, esta variante pode se tornar responsável pela maior parte de novos registros de infecção pelo novo coronavírus em províncias sul-africanas.

O Brasil não registrou nenhum caso da Ômicron até 28 de novembro, mas, por precaução, a partir deste dia 29, o governo federal decidiu restringir a entrada de passageiros vindos da África do Sul, Botsuana, Lesoto, Namíbia, Zimbábue, Eswatini (ex-Suazilândia), Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia.

O secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, diz que as medidas de proteção contra a Covid-19 devem ser mantidas. "É extremamente importante que mantenhamos foco na campanha de vacinação e que mantenhamos as medidas chamadas não farmacológicas, que são o uso de máscaras, evitar aglomeração pública, fazer higienização das mãos, usar álcool em gel e manter a etiqueta respiratória, com distanciamento seguro de pessoa para pessoa.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde

Comunicar erro