Homem comete desacato e vai preso

O homem, que tinha cortes na mão e estava embriagado xingou e ameaçou agredir os funcionários, chegando a jogar sangue nas pessoas que o atendiam

Por João Cerino em 31/01/2022 às 13:23:36

A Polícia Militar em Frutal deteve um paciente nervoso, que chegou ao Hospital Frei Gabriel na noite deste domingo, 30, por volta das 23h03, com vários cortes na mão direita, visivelmente embriagado e com os olhos vidrados. O solicitante apontou que houve um grande transtorno no estabelecimento, sendo que o homem estava xingando e ameaçando agredir os funcionários. Uma das vítimas, que o atendeu, se queixou que o paciente a tratou com grosseria e os funcionários foram agredidos verbalmente, assim como a equipe de enfermagem, chegando a jogar sangue de seus ferimentos nas pessoas que o atendiam.

De acordo com o registro, este paciente xingou os enfermeiros que tentavam fazer a sutura em sua mão, chamou a equipe de "sem vergonha, vagabundos, safados" e outras palavras de baixo calão. Uma segunda vítima disse que foi xingada e o homem tentou chuta-la durante o atendimento, ao passo que a terceira vítima disse que foi ameaçada de agressão, a chamou de vagabunda e disse que ia "jogar sangue em sua cara." Em conversa com a Polícia Militar, o homem negou parte das queixas e disse que xingou os funcionários, pois estava sentindo dor durante a realização dos pontos e achava que isso não era errado.

A primeira vítima acrescentou que o homem se fez de desentendido e começou a negar tudo o que havia feito no hospital assim que percebeu a chegada da Policia Militar. Ele foi informado que seria conduzido para a delegacia pelo cometimento de crime de desacato a funcionário público, previsto no artigo 331 do Código Penal e, neste momento, resistiu em acompanhar os policiais militares, agindo de forma agressiva para com eles, sendo necessário o uso de algemas para conte-lo e assegurar sua integridade e da guarnição policial.

O Reds cita que o transtorno gerado na instituição hospitalar foi gravado pelas câmeras de monitoramento do local. Durante a confecção do Reds, o suspeito continuou fazendo ofensas para com os policiais militares, dizendo palavras de baixo calão e outras agressões verbais ditas contra os policiais da equipe. O Reds foi lavrado para resguardo dos envolvidos e tomada de providências futuras.

Fonte: Assessoria de Comunicação Organizacional - 69º BPM - Frutal-MG

Comunicar erro