PF prendeu deportados

Os irmãos condenados por roubo e latrocínio foram deportados dos EUA e presos em Confins

Por João Cerino em 31/07/2022 às 16:26:04

Belo Horizonte-MG - A Polícia Federal mineira, representante da Interpol em Minas Gerais, prendeu, no dia 22, dois irmãos brasileiros condenados pela prática dos crimes de roubo e latrocínio que eram procurados internacionalmente. Os presos, foragidos da justiça mineira, foram detidos em solo americano pela ICE, U.S. Immigration and Customs Enforcement, a autoridade de Imigração dos EUA, em cumprimento aos mandados de busca internacional da Interpol e por estarem em desacordo com as normas migratórias daquele país.

As difusões vermelhas foram publicadas em agosto de 2020 pela Representação Regional da Interpol em Minas Gerais, a pedido do Juízo da Vara Criminal da Comarca de Mantena-MG, com fulcro em mandado de prisão expedido pelo mesmo Juízo em decorrência da condenação a pena de reclusão de 36 anos a um e de mais de 6 anos ao outro pelos crimes por eles praticados.

A dupla cometeu vários roubos utilizando uma motocicleta e arma de fogo. Em uma das ações dos irmãos eles mataram um adolescente para roubar um aparelho celular. Os foragidos, atualmente com 32 e 28 anos, deixaram o Brasil em julho de 2017 para homiziarem-se nos EUA. Após investigação realizada pela RR/Interpol/MG e contatos feitos com a ICE foi possível localizar e prender os foragidos nos EUA.

Houve também a prisão de outro brasileiro de 32 anos, vindo no mesmo voo com deportados dos Estados Unidos, em cumprimento a um mandado de prisão, expedido pela Segunda Vara Criminal da Comarca de Mantena, por prática do crime de roubo.

Ao chegarem em território brasileiro, os três foram presos e, após submetidos ao exame de corpo de delito, conduzidos para Penitenciária Nelson Hungria, onde ficarão à disposição da Justiça.

Fonte: Polícia Federal - Superintendência Regional em Minas Gerais

Comunicar erro