Balabanner

PC mineira executa missão no Rio Grande do Sul

A PC atua na manutenção da ordem pública, diligencias humanitárias e ainda combate à criminalidade

Por João Cerino em 30/05/2024 às 14:21:00

A Polícia Civil mineira está atuando no sul do país em ações de segurança e atendimento à população das áreas mais afetadas pelas enchentes no estado do Rio Grande do Sul, onde atua na manutenção da ordem pública e diligencias humanitárias, como transporte de alimentos e ainda combate à criminalidade e escolta de veículos com donativos. Uma equipe de 32 policiais civis viajou no último dia 19 de maio, onde iniciou o trabalho dentro da chamada Missão RS.

Eles estão auxiliando também em rondas de segurança, abordagens em situações suspeitas e patrulhas fluviais nas regiões mais afetadas. Mesmo diante de dificuldades de acesso em alguns pontos e regiões sem iluminação ou abastecimento de água, os esforços são contínuos para garantir assistência aos moradores.

Os policiais mineiros atuam de forma integrada com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul e a Patrulha Ambiental da Brigada Militar, em conjunto com polícias civis de outros estados, como Paraná, Santa Catarina e Amazonas.

ATUAÇÃO

Porto Alegre foi atingida novamente por fortes chuvas na última semana resultando em alagamentos em alguns pontos da cidade. Diante desse cenário, juntamente, policiais civis de Minas e do Rio Grande do Sul, bombeiros do México, da Argentina, do Peru e do Amazonas, além de equipes de resgate do Rio de Janeiro, resgataram 40 indígenas e 30 animais na Aldeia do Lami.

Já na região do bairro Restinga, extremo Sul da capital Gaúcha, para evitar eventuais saques, as equipes da PCMG auxiliaram na escolta de duas carretas, com aproximadamente 50 toneladas de doações, até um ponto de triagem. No endereço, foi feita a segurança até que todo o material fosse descarregado e acondicionado.

Ainda em Porto Alegre, os policiais mineiros observaram a escassez de suprimentos básicos na área rural. Eles visitaram reservas indígenas e mapearam aldeias, onde foram entregues cestas básicas, itens de higiene pessoal, fraldas, roupas e garrafas de água. Para a segurança, as equipes também estiveram em abrigos da capital e outros municípios, onde estão acolhidos pessoas e animais, e em uma igreja, na qual voluntários arrecadam e separam itens doados.



Fonte: PCMG

Comunicar erro