Farol

Dois homens morrem ao tentar furar cerco policial na Rodovia Brigadeiro Faria Lima

Um terceiro que estava no carro alegou ser vítima de sequestro e foi levado à delegacia de Barretos

Por João Cerino em 06/04/2021 às 23:36:36

Um trabalho bem estruturado da Polícia Militar paulista terminou com a morte de dois criminosos que estavam em fuga e trocaram tiros com os policiais na tarde de terça-feira, 6 de abril. O confronto aconteceu na entrada da antiga fazenda Guanabara, na Rodovia Brigadeiro Faria Lima em Barretos, onde várias viaturas tinham montado um cerco. A ação da PM do estado de São Paulo começou a partir de informações das polícias Militar e Rodoviária Federal em Minas Gerais, que estariam acompanhando um veículo Toyota Corolla de cor prata, com as placas GAM-1C63, que seriam clonadas.

O veículo tinha registro de roubo no dia 23 de março, no município de Franca-SP e, como os suspeitos teriam conseguido fugir da abordagem da polícia mineira, foi repassada a informação. O veículo foi detectado em um dos radares na região de Barretos próximo das 15h30, quando o cerco foi montado para tentar abordar os suspeitos. A operação contou com participação de diversas viaturas da Primeira Companhia da PM, Força Tática, Polícia Rodoviária e outras equipes do 33º BPMI-Batalhão de Polícia Militar do Interior.

Ao ver o bloqueio, na Rodovia Brigadeiro Faria, o condutor reagiu e iniciou uma tentativa de fuga, jogando o Corolla contra uma das equipes da PM e entrando na propriedade. Ao ser atingido, o carro parou e, neste momento, um segundo suspeito saiu correndo em direção a uma área de mato, mas também foi atingido, parando antes de chegar à vegetação.

Um terceiro suspeito, que estava dentro do carro foi detido e disse, ao ser abordado, que seria uma vítima dos assaltantes e que estaria com eles como refém. A princípio, segundo a PM, foram apreendidas duas armas com os criminosos, sendo uma delas um revólver de calibre 22. Conforme atestado pelo Samu, os dois homens que trocaram tiros com a PM morreram no local. O tenente Gabriel, da PM paulista, confirmou que nenhum policial foi ferido durante a ocorrência e que o carro foi roubado no dia 23 de março, no município de Franca.

Ainda segundo o oficial, os policiais atiraram para se defender assim que o condutor jogou jogar o veículo para cima das viaturas. O homem que fugiu para uma mata entrou em atrito com equipes da Força Tática e teria agredido a equipe, que respondeu ao fogo. "Infelizmente, dois indivíduos vieram a óbito, porém, as equipes da Polícia Militar estão preservadas. Quanto ao terceiro, que estava dentro do veículo, ele alega que foi vítima de sequestro, mas essas informações ainda não foram esclarecidas. Ele está sendo encaminhado para a delegacia de Barretos."

ATUALIZAÇÃO

07/04/2021


Na sequência das medidas para encerramento da ocorrência, na noite de 6 de abril, o delegado responsável pelo caso ordenou o prosseguimento da ocorrência ouvindo os policiais militares envolvidos, com a apreensão de suas armas e realização de exame residuográfico. Foi feita também a apreensão do revólver utilizado pelo envolvido Washington e também a realização de exame residuográfico em ambos os mortos. Na oitiva da vítima José Marcos, que era o terceiro ocupante do veículo, nada ficou provado contra ele, que recebeu de volta os pertences e dinheiro que estavam com ele.

O veículo Corolla estava com as placas GAM1C63, mas uma pesquisa no sistema Prodesp revelou que o carro era registrado na cidade de Santa Fé do Sul-SP, totalmente regularizado. A equipe policial de plantão retirou a numeração do chassi do Corolla e, na pesquisa, foi revelado que a placa original seria GDO-0930, de um veículo roubado na Rodovia Vicinal Manoel Carrijo, na cidade de Cristais Paulista-SP, em 23 de março deste ano.



Fonte: Com informações de O Diário Online-Barretos-SP e Portal NC-Colômbia-SP

Comunicar erro
Revista Atual