Farol

Depressão: um mal necessário

"Não podemos amar ou odiar aquilo que não conhecemos."

Por Taísa Caires em 05/02/2021 às 14:40:02

A pessoa, acometida por um estado depressivo, sente a mais profunda e inexplicável dor em sua alma. São sentimentos que, às vezes, não consegue descrever. O sofrimento é tanto que não paralisa só a mente, mas o corpo e a alma. Por isso, devemos ficar atentos quando uma pessoa próxima a nós conta que está deprimida, pois a criatura nessa condição não pode ser abandonada ou desprezada.

Sem esperanças ou expectativas, a pessoa deprimida sente sua fé desaparecer à medida que não entende o sentido da vida. Até a revolta pode tomar conta de alguém em momentos de depressão. Mas é aí que mora o perigo. A fuga para a bebida, cigarro ou outros tipos de drogas, pode agravar o seu estado consciencial.

Uma das primeiras coisas que precisa ser entendida é que colhemos o que plantamos. Nós nos colocamos em todas as situações que vivenciamos. E mais ainda, somos nós que nos tiramos de todas as situações que queremos sair. Para melhorar, precisa-se entender que foi o seu descaso para consigo mesma que surtiu tal resultado.

"Sempre enfrentamos certo grau de depressão quando não nos amamos. E por que é preciso nos conhecer? Porque não conseguimos amar quem não conhecemos. Não valorizamos quem não conhecemos. Não acreditamos em quem não conhecemos. Não damos oportunidade a quem não conhecemos. E o pior, temos medo de quem não conhecemos. É por tudo isso que precisamos nos conhecer", trecho do livro "O Resgate de Uma Vida".

Precisamos aprender a educar os nossos defeitos e usar as nossas qualidades. Aquele que não se conhece, sente-se frágil, incapaz e deprime-se. A depressão é um mal, mas podemos dizer que necessário. Incontáveis criaturas se transformam em seres maravilhosos depois de uma forte depressão, porque leva à profunda reflexão e ao autoconhecimento. E só nos acontece aquilo que temos necessidade para evoluir.

Em "O Resgate de Uma Vida", ainda se diz que "quando a criatura se conhece, sabe da sua capacidade, o que consegue fazer ou não, consegue avaliar as possibilidades de sucesso e o quanto de empenho e dedicação precisa para alcançar o que quer. Acredita nos próprios objetivos."

O Livro dos Espíritos, em seu item 919, nos traz a seguinte pergunta: "Qual é o meio prático e mais eficaz para se melhorar nesta vida e resistir aos arrastamentos do mal?" Eis a resposta: "Um sábio da antiguidade vos disse: Conhece-te a ti mesmo".

Fonte: Pesquisas e análise independente de livros e publicações da Internet

Comunicar erro
Revista Atual