Usina Cerradão vai emitir debêntures

O foco da usina deve ser a renovação e manutenção dos canaviais para ampliar a atividade sucroenergética

Por João Cerino em 15/11/2021 às 12:13:29

Uma publicação recente do Diário Oficial da União autorizou a Usina Cerradão, de Frutal, a emitir debêntures, uma modalidade de financiamento que oferece vantagens para seus investidores em comparação com outros papéis existentes no mercado financeiro. O Ministério de Minas e Energia aprovou como prioritários os projetos de investimentos de três companhias sucroenergéticas. Além da usina de Frutal, as publicações recentes dão a mesma autorização para as usinas São Manoel, localizada em São Manuel-SP e São Martinho, situada em Pradópolis-SP.
As portarias do Diário Oficial da União para estas três empresas foram publicadas nos dias 25 e 26 de outubro e não fazem referência a valores das debêntures. As empresas devem agora definir como pretendem fazer a gestão dos recursos, definindo a destinação, os prazos para investimento e outros detalhes.
A emissão de debêntures é uma alternativa para empresas que buscam balancear o fluxo de caixa e investir em crescimento. A retração do mercado, causada pela crise dos últimos anos e agravada pela pandemia, fez com que empresas de todos os portes buscassem alternativas de financiamento e, nesse cenário, a emissão de debêntures surge como uma opção segura para a captação de recursos.
Para emitir esse tipo de título, as empresas devem cumprir algumas exigências e oferece direito de crédito ao investidor no mercados de valores. Os recursos servem para que essa empresa capte recursos para investir em crescimento, refinanciamento de passivos, em investimento em imobilizado e em outras aquisições. As debêntures funcionam como um financiamento, por meio de empréstimos de médio ou longo prazos para que as empresas possam realizar seus investimentos e projetos.

Fonte: Nova Cana

Comunicar erro