PMR apreende 506,6 quilos de cocaína

A droga estava escondida em um compartimento no fundo da carreta graneleira que transportava 29 mil quilos de milho

Por João Cerino em 09/07/2021 às 11:41:39

A Polícia Rodoviária retirou a droga

A Polícia Militar Rodovi√°ria apreendeu mais de 506 quilos de cocaína neste dia 8 de julho, ao encontrar uma grande quantidade de pó de cor branca com odor semelhante à cocaína ou cloridrato de cocaína, que estavam em 554 tabletes envolvidos em pl√°stico e fita crepe. O material foi encontrado quando a Polícia Rodovi√°ria parou um cavalo mec√Ęnico Scania G-420 A 6x2, com placas mercosul MSN-6I61, acoplado ao semirreboque Guerra, de placas ATX-5J52 próximo ao Quilômetro 10 da MG-255, por volta das 10h30. A composi√ß√£o vinha na dire√ß√£o de Iturama para Frutal e o condutor apresentou os documentos de porte obrigatório normalmente, junto a uma nota fiscal número 000.002.621 da carga de milho a granel que transportava.

Segundo a ocorr√™ncia, a nota fiscal de Safra Evolu√ß√£o Ltda, chave de acesso número 21210727397406000106550010000026211000067200 estaria correta, mas, durante uma vistoria na cabine do veículo, os policiais notaram um pó branco espalhado sobre o sof√°-cama e assoalho do caminh√£o, bem como uma embalagem pl√°stica com esse mesmo pó semelhante à cocaína. O motorista confirmou ser a droga e disse ser usu√°rio contínuo para inibir o sono enquanto dirige o caminh√£o à noite. Pelo fato de a rodovia ser muito usada para transporte de drogas, principalmente do estado de Mato Grosso, local de origem do veículo, a PMR decidiu intensificar a busca.

Nesta vistoria foi localizado um compartimento oculto instalado sob o compartimento graneleiro do veículo com as embalagens, num espa√ßo devidamente preparado para o transporte da droga, cujos pacotes t√™m a logomarca impressa Bose. O motorista disse que sabia da presen√ßa do entorpecente no veículo e que conheceu uma pessoa h√° carca de sete meses, que reside em Palho√ßa-SC e o convidou para realizar o transporte de drogas, oferecendo o valor de R$10.000,00 como pagamento. Ele contou que pegou esta carga e a droga no dia 3 de julho, com o veículo j√° carregado no município de Santa Rita do Trivelato-MT.

O destino desta carga seria a cidade de Mogi-Gua√ßu-SP, mas, segundo o motorista, ele fez outro transporte do tipo no dia 15 de junho, quando levou aproximadamente 500 quilos de cocaína no mesmo veículo, com destino a Natal, no estado do Rio Grande do Norte, quando descarregou o milho a granel na empresa Conab e repassou o veículo para outro motorista, que n√£o conhece, para levar o caminh√£o a outro local para descarregar a droga. Ele disse ainda que o veículo n√£o lhe pertence e que foi colocado em seu nome pelo propriet√°rio da droga, no m√™s de dezembro de 2020, para n√£o levantar suspeitas em abordagens e fiscaliza√ß√Ķes policiais.

O contato com o dono da cocaína era feito com seu aparelho celular, pelo aplicativo de mensagens Signal e o dono da droga lhe passava todas as informa√ß√Ķes referente ao transporte, informando onde deveria deixar o caminh√£o para carga e descarga da droga. O dono da carga fez diversas transfer√™ncias banc√°rias como forma de pagamento pelos servi√ßos e os valores eram creditados de forma fracionada em contas particulares do pai do condutor, para n√£o levantar suspeitas.

O motorista recebeu voz de pris√£o em flagrante e foi encaminhado à Delegacia de Polícia em Frutal, juntamente com documentos e materiais apreendidos. Para ter acesso ao compartimento onde estavam as drogas, a carga de milho foi descarregada na empresa SP Queiroz-Comércio e Indústria Ltda, a Nutritaurus, que ficou como deposit√°ria da carga, com peso total de 29.000 quilos. O veículo foi apreendido e removido para o p√°tio credenciado, no Guincho Frutal. Ficaram no interior da cabine uma bolsa com roupas pessoais do condutor e um r√°dio PX marca Cobra, desconectado de energia e antena.


Policiais tiveram dificuldade para abrir o compartimento onde os mais de quinhentos quilos de cocaína estavam escondidos

Fonte: Assessoria de Comunicação Organizacional - 4ª Cia PM Ind.

Comunicar erro