Doação do Brasil ao Covax Facility vai acelerar fim da pandemia

O diretor da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, comemorou na quinta-feira, 23, a doação brasileira de 10 milhões de doses de vacina

Por João Cerino em 24/12/2021 às 12:13:04

O diretor da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, comemorou nesta quinta-feira, 23 de dezembro, a doação brasileira de dez milhões de doses de vacina contra a Covid-19 para o consórcio Covax Facility. Pelo Twitter, Adhanom afirmou que a medida "irá acelerar o fim da pandemia".

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, respondeu ao post de Adhanom e afirmou que somente haverá segurança contra a Covid-19 quando todos estiverem seguros.

"O Brasil está muito satisfeito em contribuir com a Covax Facility, unindo esforços aos esforços globais de vacinação contra covid-19. Só estaremos seguros quando estivermos todos seguros", disse.

A medida foi anunciada na segunda-feira, dia 20, pelo ministro Queiroga. Na ocasião, ele afirmou que, além das 10 milhões de doses iniciais, mais 20 milhões de doses podem ser doadas posteriormente, totalizando ao menos 30 milhões de unidades da vacina. A efetivação da doação dependerá da manifestação de interesse e anuência de recebimento do imunizante pelo país beneficiado.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro