Homem é preso após golpe contra supermercado

Ele dizia que faria o pagamento por Pix, mas somente agendava a transferência e enganava os funcionários

Por João Cerino em 04/02/2022 às 10:30:51

Um homem foi preso depois de praticar estelionato contra um supermercado por cerca de cinco meses. A Polícia Militar foi chamada em Frutal na tarde do dia 3, por volta das 13h49, quando o gerente do estabelecimento disse que, na parte da manhã, um cliente do supermercado fez compras, pagou por meio do Pix e foi embora. Após algum tempo, uma funcionária do setor financeiro percebeu que o Pix havia sido agendado, conforme "print" recebido via WhatsApp, o que gerou suspeita e, ao consultar o histórico de compras deste cliente, foi notado que havia catorze transferências por Pix, mas todas com agendamento.

O cliente cortava da foto a parte onde constava que o Pix era agendado, fazendo os funcionários entenderem que a transferência havia sido feita naquele momento, o que não era a realidade. Essas compras com esse método foram feitas desde o mês setembro, porém, o valor de nenhuma das transferências havia dado entrada na conta do estabelecimento, dando como certo de que o cliente estava agindo de má fé. A PM foi até o local e foi constatado o estelionato quando o suspeito recebeu tais mercadorias, com vários tipos de carne, frutas, verduras e um pote de Mucilon.

O homem foi abordado e recebeu voz de prisão, com a apreensão de todo o material. Ele foi apresentado na delegacia pelo crime de estelionato, com todo o material apreendido, para outras providências e os funcionários do estabelecimento ficaram de apresentar o relatório com a descrição do estelionato que o homem detido praticou contra este estabelecimento durante cerca de cinco meses.

Fonte: Assessoria de Comunicação Organizacional - 69º BPM - Frutal-MG

Comunicar erro