Secretaria está monitorando casos de Covid-19

O acompanhamento deverá mostrar se devem ser adotadas mais medidas de prevenção

Por João Cerino em 23/05/2022 às 17:24:42

Patrícia Xavier em entrevista - Foto: Talita Dias

A secretária municipal da pasta da Saúde, Patrícia Xavier Silva Barbosa, convocou uma entrevista coletiva com a imprensa em Frutal, quando analisou a evolução dos casos de Covid-19 no município a partir da informação de que foram registrados 103 casos na semana anterior, conforme o Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo ela, os profissionais estão acompanhando a progressão dos casos desde o começo de maio, quando começou a haver aumentos semanais no número de pessoas contaminadas.

Patrícia aponta que não se esperava um crescimento tão grande dos casos e atribui parte do aumento ao clima e ao relaxamento do uso de máscara, mas acredita que os números estão maiores principalmente por conta da não vacinação ou dos que ainda estão com as doses incompletas. "Há sim casos de pessoas com três doses aplicadas, mas é menor do que aqueles que não se vacinaram. Por enquanto não muda, continuamos a seguir o estado, mas, a progressão será acompanhada por mais uma semana, quando veremos se será necessária uma mudança no decreto para evitar o crescimento dos casos."

A orientação da Secretaria de Saúde é que as pessoas se protejam e, mesmo com a desobrigação do uso da máscara, que usem em ambiente fechado como forma de prevenção e segurança. "Manter o distanciamento, lavar as mãos, usar o álcool em gel e outros cuidados continuam recomendados. Apenas a máscara teve flexibilização, mas pode ser necessário voltar a usar."

Quanto às variantes em circulação em Frutal, Patrícia Xavier acredita que Frutal pode estar com a variante ômicron e pode haver outra, mas ainda não foi identificada. Ela aponta que a Prefeitura pode definir pelo retorno do uso de máscara e outras medidas para evitar prejuízo à população, mas isso depende do número de pessoas contaminadas e isso será o mapeamento que irá definir. "O prefeito já disse em live que, se as pessoas não se conscientizarem, as medidas de contenção podem voltar."

VACINA

A secretária Patrícia assinala a importância da vacina e aponta que há necessidade de ampliar a imunização das pessoas sem o esquema vacinal completo e do público infantil sem imunização. Segundo ela, das crianças, apenas 67% estão com a primeira dose e somente 33% com a segunda dose, o que acende o alerta sobre a importância de se levar as crianças para vacinação. "A vacina veio em benefício da sociedade e pode ser visto que há casos, mas não há muitas internações. Nesta segunda não há ninguém em UTI ou internados e nem casos graves. As variantes hoje são mais transmissíveis e haver menos internados mostra que a vacinação faz efeito."

A secretária aponta que a vacinação resulta em casos mais leves e diz que a Unidade de Saúde "Sandoval Henrique de Sá" está aberta para imunizar crianças acima de seis anos de segunda a quinta-feira das 8h00 às 16h00 e a aplicação deve ser agendada se for o caso de primeira dose. Também para os adultos a segunda dose ocorre por agendamento e para a terceira e quarta doses, todas as UBS"s estão disponíveis nos mesmos horários. "Estamos tentando organizar um sistema para aplicar vacinas até mais tarde, talvez à noite, para abrir possibilidade de completar o esquema de vacinação."

Concluindo, ela orienta a levar o cartão de saúde ou de vacinação para buscar essa proteção adicional da vacina. Ela ainda aponta que o crescimento dos casos não ocorre somente em Frutal e há cidades na região que estão verificando aumento das contaminações. Caso esses casos continuem aumentando, certamente haverá alguma medida, que pode vir do governo estado ou mesmo da Prefeitura, de acordo com a observação que está sendo feita. "Nós estamos notando que os números aumentam em toda a região e o estado logo deverá se movimentar."


A secretária apontou que os casos estão sendo acompanhados de perto - Foto-Talita Dias

Fonte: Reportagem com apoio de Zilma Oliveira - S.M. de Saúde

Comunicar erro