Polícia Federal e Ficco combatem tráfico no leste de Minas Gerais

A Operação tem por objetivo a coleta de mais provas e dados das operações financeiras e negociações relacionadas ao tráfico

Por João Cerino em 24/04/2021 às 10:38:37

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado-Ficco, em Governador Valadares, coordenada pela Polícia Federal e também integrada pelas polícias Civil, Militar e Penal, deflagrou no dia 22 a Operação Policial "Baro", para desarticular organização criminosa dedicada ao tráfico de drogas. O trabalho de colaboração entre as forças de segurança pública foi essencial para viabilizar a atuação, com a participação de 130 policiais federais, civis, militares e penais.

A Ficco representou por 26 mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão temporária e quatro mandados de prisão preventiva, todos expedidos pela Segunda Vara Criminal da Comarca de Mantena-MG.

Foram cumpridos 22 mandados de busca e apreensão na cidade mineira de Governador Valadares, e um nas cidades de Santana do Paraíso, Ipatinga, Caratinga e Mathias Lobato. Foram sete mandados de prisão cumpridos em Governador Valadares, e um em Santana do Paraíso e Ipatinga. Além disso, foram sequestrados veículos de alto valor, imóveis e valores em espécie.

Durante as investigações, que duraram mais de um ano, foram descobertos laboratórios de processamento de crack e cocaína, com prisão em flagrante de pessoas ligadas ao grupo criminoso que atua no leste de Minas e no Espírito Santo. Durante a ação penal decorrente de Operação Policial da Ficco, foi realizada colaboração premiada pelo Ministério Público de Minas Gerais, por meio do Gaeco de Governador Valadares, que, em união de forças com a Ficco, viabilizou a desarticulação da associação destinada ao tráfico com a atual fase ostensiva.

A operação tem por objetivo a coleta de mais provas e dados acerca das operações financeiras e negociações relacionadas ao tráfico, inclusive identificação de "laranjas" e ocultação de patrimônio e bens obtidos por meio das atividades criminosas. Os fatos investigados demonstram a prática de diversos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, além da possível lavagem de bens e capitais e atuação de organização criminosa, que cominam aos infratores penas que podem chegar a quinze anos de prisão, se condenados.

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal em Governador Valadares/MG

Comunicar erro