Novo caso do ladrão pescador?

Mais um caso em que o autor do furto retira as peças de uma loja com uso de ganchos ou outros materiais

Por João Cerino em 02/01/2022 às 12:38:28

Imagem ilustrativa

A Polícia Militar voltou a registrar, neste final de ano de 2021, mais casos em que ladrões agem sem invadir a loja e retiram roupas por meio de objetos ou ganchos. Uma denúncia recente relatou que a vítima chegou à sua loja e encontrou um dos vidros de uma janela nos fundos do prédio quebrada, com diversas peças de roupas caídas no chão e outras faltando. Ele deu pela falta de aproximadamente trinta peças de vestuário de modelos variados.

Para a vítima, o ladrão deve ter quebrado o vidro da janela e, com cabos de vassouras e um pedaço de barra de ferro, "pescou" as roupas do interior da loja. O perito da Polícia Civil foi chamado e compareceu ao local, fazendo a coleta de materiais e evidências.

Casos como esse, em que o ladrão usa alguns instrumentos ou ganchos para retirar roupas de dentro de lojas aconteceram por diversas vezes ao longo dos últimos anos e a imprensa os apelidou de casos do 'ladrão pescador'. Esse termo faz referência à habilidade que os autores de furto têm em retirar as peças de roupa sem invadir a loja, se aproveitando de janelas arrombadas ou dos intervalos entre as vidraças.

Fonte: Assessoria de Comunicação Organizacional - 4ª Cia Ind.

Comunicar erro