Farol

Infectologista acredita em variante do coronavírus em Minas Gerais

Segundo ele, a crise no estado não se deve somente à variante de Manaus

Por João Cerino em 26/02/2021 às 10:37:47

O infectologista Unaí Tupinambás, integrante do comitê de combate à Covid-19 em Belo Horizonte, observou que a nova cepa identificada em Manaus, em dezembro, não é totalmente responsável pela crise no estado. "A situação começou a se deteriorar mesmo antes da presença dessa cepa. Isso se deve aos vários erros das autoridades sanitárias, tanto das prefeituras, quanto do estado no enfrentamento da pandemia naquela cidade", opina. Ele disse que os estudos genéticos começaram tarde.

Segundo o infectologista, é necessário que a população entenda, mais do que nunca, que a pandemia está ainda no início e agora entra na pior fase, mas, se forem tomados todos os cuidados de prevenção, é possível fazer frente ao vírus, seja ele mutante ou não. "Se as pessoas usarem máscara, mantiverem o distanciamento de dois metros, evitarem aglomeração, lavarem sempre as mãos, não tem mutação nenhuma que consiga ser transmitida nesse ambiente", observa o infectologista.

VARIANTE

A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais está em processo de análise de amostras coletadas de pacientes originários de Manaus, em conjunto com a Fundação Ezequiel Dias-Funed, para fazer o mapeamento genético do vírus, a fim de aferir se existe ou não uma nova linhagem do coronavírus no estado. A secretaria informa que ainda não existem dados técnicos e científicos que confirmem a variante em Minas Gerais.

"Não se tem segurança nenhuma de como estará essa epidemia no ano que vem ou daqui a dois ou três anos. Se o coronavírus terá mutações, se uma mesma vacina será efetiva, se precisaremos ter outras vacinas. O que nós estamos buscando, e isso tem sido um foco do grupo da Funed, é incorporar tecnologias. Agora, existem muitas vacinas no mundo, mas caso o vírus venha a ter mutações, precisamos ter condições de produzir vacinas anualmente", disse o secretário de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral.


Fonte: Com informações de O Estado de Minas

Comunicar erro
Revista Atual