Chuvas aumentaram desabrigados em Minas Gerais

Segundo a Defesa Civil, o número de desabrigados pela chuva atingiu 500% em 24 horas no sábado

Por João Cerino em 13/12/2021 às 09:12:33

Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG

O número de desabrigados pelas fortes chuvas em Minas Gerais quintuplicou no sábado, dia 11, conforme reportagem do jornal O Estado de Minas. Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, pelo balanço divulgado no sábado, dia 11, eram 1.979 as pessoas no estado que perderam suas casas por conta dos temporais no final de semana. O relatório divulgado na sexta-feira, dia 10, citava que 406 pessoas estavam nesta situação em razão das chuvas.

Além das quase duas mil pessoas desabrigadas, a Defesa Civil estimava que 9.565 ficaram desalojadas, pois tiveram que deixar suas casas. A atualização do sábado indicava 18 munícipios mineiros em Situação de Emergência vigentes, sendo a maioria delas do Vale do Jequitinhonha. Até o sábado, os feridos eram 48 e cinco mortes foram registradas. Conforme publicação no Diário Oficial de Minas Gerais da sexta-feira, 10 de dezembro, o governador Romeu Zema decretou situação de emergência em 31 cidades afetadas pelas chuvas dos últimos dias nos vales do Jequitinhonha e do Mucuri.

As cidades em situação de emergência eram Águas Formosas, Bertópolis, Caraí, Carmo da Cachoeira, Engenheiro Caldas, Fronteira dos Vales, Ibirité, Itambacuri, Jacinto, Jampruca, Joaíma, Lagoa Formosa, Machacalis, Manhuaçu, Monte Formoso, Novo Cruzeiro, Novo Oriente de Minas, Ouro Verde de Minas, Padre Paraíso, Palmópolis, Pescador, Resplendor, Rio do Prado, Salto da Divisa, Santa Helena de Minas, Santa Maria do Salto, Santo Antônio do Amparo, Santo Antônio do Jacinto, Teófilo Otoni, Umburatiba e Virgem da Lapa.

FRUTAL

Frutal amanheceu com 22 graus e a tendência é que a temperatura máxima chegue aos 28 graus. A possibilidade de chuva passa dos 90% e deve ser do tipo dispersa, por conta da baixa velocidade dos ventos. Não há alerta de mau tempo com chuva e ventos fortes, mas a condição do clima depende de uma nova Zona de Convergência do Atlântico Sul-ZCAS que está em formação sobre o país.

Com isso, poderão ocorrer aumento de chuvas nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte, com chuva volumosa nos três estados do Centro-Oeste, no Distrito Federal, em São Paulo, Rio De Janeiro, Minas Gerais e sobre muitos estados da Região Norte.

A previsão é de uma sequência de dias com bastante nebulosidade e com chuva que vai e volta. Há risco de temporais, com grandes volumes acumulados até o próximo fim da semana. Essa condição de tempo carregado envolve inclusive as capitais São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Goiânia, Brasília, Campo Grande e Cuiabá.

Fonte: Com informações de Climatempo, 'O Estado de Minas' e Inmet

Comunicar erro