Farol

Analistas da SEMMA/Frutal se capacitam para emissão de laudos técnicos a partir de imagens obtidas por drones

O drone já é uma ferramenta utilizada pela SEMMA nas vistorias e fiscalizações ambientais desde 2018

Por Redator em 12/07/2019 às 15:42:34

Analistas da SEMMA/Frutal se capacitam para emissão de laudos técnicos a partir de imagens obtidas por drones (Foto: SEMMA/Frutal)

Os analistas ambientais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Cláudia Carvalho e Walter Júnio, concluíram na última semana o curso "Uso de Drones para laudos ambientais", ofertado pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). O drone já é uma ferramenta utilizada pela SEMMA nas vistorias e fiscalizações ambientais desde 2018. O curso visou ao aprimoramento dos conhecimentos na área de sensoriamento remoto, planejamento de voos, operação dos equipamentos em campo, noções de processamento de imagens e monitoramento e mapeamento de paisagens. Na oportunidade, os analistas conheceram também sobre novas formas de aplicação e utilização das imagens de drones na área ambiental para elaboração de laudos técnicos.

De acordo com a analista Cláudia Carvalho, a utilização de imagens é algo imprescindível e amplamente disseminado em estudos ambientais, por permitir identificar fenômenos e processos, como fragmentos de vegetação, ravinas e voçorocas, e ocupação de Áreas de Preservação Permanente (APPs), desmatamento, dentre outros. O que foi complementado pelo analista Walter Júnior: "A análise temporal é um dos principais produtos do uso de imagens, pois permite acompanhar a evolução de fenômenos ou avaliar a ocorrência de impactos na paisagem". Para eles, as imagens geradas pelos drones também permitem amplo uso em estudos ambientais e auxiliam na identificação de fenômenos e processos, assim como na averiguação da ocorrência de um dano ou crime ambiental.

Para a secretária de Meio Ambiente, Mônica Alves, o potencial de uso de drones na espera ambiental é enorme. "Eles trazem oportunidades inovadoras para o mapeamento de áreas protegidas, monitoramento da biodiversidade, combate a incêndios florestais, caça e exploração dos recursos naturais, bem como na coleta de dados científicos".

Comentários

Revista Atual